publicite publicite
Busca

/ languages

Choisir langue
 
Annonce Goooogle
Annonce Goooogle

Praça Niemeyer em Havana

Reportagem publicada em 30/01/2008 Última atualização 30/01/2008 14:44 TU

A Praça Niemeyer, em Cuba, é mais uma obra internacional do arquiteto brasileiro.  Foto: jornal Granma Digital

A Praça Niemeyer, em Cuba, é mais uma obra internacional do arquiteto brasileiro.
Foto: jornal Granma Digital


O arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer e o presidente de Cuba, Fidel Castro, comemoraram aniversários relevantes: Niemeyer completou cem anos, em 2007, e Castro, oitenta anos, em 2006. Os dois homens, ligados por afinidades ideológicas e por antigas convicções socialistas, sempre mantiveram relações de amizade. Há dois anos, Niemeyer presenteou o companheiro revolucionário com uma escultura sua, simbolizando a resistência do povo cubano.

A obra consiste numa grande base espelhada, encravada com a silhueta de um monstro de boca aberta que ameaça um cidadão cubano com uma bandeira na mão. No dia 28 de janeiro, essa escultura foi inaugurada oficialmente no centro de uma praça de 20 mil metros quadrados de concreto cinzento, com capacidade para 13.500 pessoas sentadas, batizada de Praça Niemeyer, no centro de Havana.

Oscar Niemeyer não compareceu ao ato mas enviou uma mensagem na qual dedica o monumento à luta dos cubanos em defesa de sua soberania contra o monstro imperialista. O arquiteto foi representado por seu neto Kadú Niemeyer.

O ministro da Cultura de Cuba, Abel Prieto Jimenez, disse que “Oscar Niemeyer fez da Revolução cubana de 1959 sua própria causa”.