Busca

/ languages

Choisir langue
 

Imigração

França expulsa mais clandestinos que o previsto

Reportagem publicada em 13/01/2009 Última atualização 14/01/2009 16:47 TU

O ministro francês da Imigração e Identidade Nacional, Brice Hortefeux, durante anúncio do número de clandestinos que deixaram a França em 2008. Fot: Reuters

O ministro francês da Imigração e Identidade Nacional, Brice Hortefeux, durante anúncio do número de clandestinos que deixaram a França em 2008.
Fot: Reuters

O governo francês anunciou nesta segunda-feira (13), que cerca de 30 mil estrangeiros em situação irregular foram expulsos ou partiram voluntariamente do país em 2008. O número revela que o ministério da Imigração e Identidade Nacional, criado pelo presidente Nicolas Sarkozy, ultrapassou o objetivo inicialmente fixado para o ano que era de promover 26 mil expulsões.
Os dados foram apresentados em uma entrevista coletiva pelo ministro Brice Hortefeux, um próximo do presidente Sarkozy que deixará o ministério da Imigração para assumir o do Trabalho.

“ Lutando contra a imigração clandestina, controlando o fluxo migratório e favorecendo a integração dos imigrantes legais, estamos preservando nossa identidade nacional", declarou Hortefeux .

Oficialmente foram 29.796 saídas de estrangeiros em situação irregular na França, um número 28,7% maior do que em 2007. O balanço do ministério francês da Imigração, mostra que nos nove primeiros meses do ano passado, o número de expulsões já tinha sido superior ao total do ano todo de 2007, ou seja, 25 mil pessoas.   

Pequena nuance, o ministro Hortefeux fez questão de dizer que um terço dos expulsos no ano passado, partiu voluntariamente. Segundo ele, a grande maioria dos 10.072 imigrantes que obtiveram ajuda financeira do estado para deixar a França, foi de romenos e depois, búlgaros.

As estatísticas agradaram ao chefe de estado Sarkozy mas dividiram a opinião pública francesa. Os objetivos fixados não revoltam apenas  as associações de apoio aos imigrantes, como também diversos sindicatos de policiais, que denunciam uma pressão sobre seus delegados e serviços para que o número de expulsos aumente.

"Esses 20 meses de  existência do ministério da Imigração e da Identidade Nacional mostram que a adoção de uma política de firmeza e humanidade pode se transformar em uma brutalidade inaceitável", diz em comunicado a ONG francesa Cimade, que trabalha com imigrantes estrangeiros e os que pedem asilo na França.

Brasileiros

A política de imigração do governo Sarkozy também atingiu os  brasileiros clandestinos. O ministério da Imigração ainda não contabilizou o número de brasileiros deportados no ano passado mas sabe-que que em 2007, 473 brasileiros foram expulsos do território francês.

Segundo a ONG francesa Cimade, o número de brasileiros deportados do país não aumentou significativamente em 2008 e deve corresponder a menos de 1,3% do total de estrangeiros expulsos ou reconduzidos às fronteiras durante esse período.

O consulado do Brasil em Paris ainda aguarda divulgação oficial das autoridades francesas para confirmar o número de brasileiros que foram impedidos de entrar no país em 2008.

Mas as estatísticas devem confirmar a progressão registrada em anos anteriores. Em 2007, mais de 1800 brasileiros não foram admitidos em território francês.  No ano anterior, 2006, segundo dados revelados pelas autoridades consulares, 1135 foram barrados e não puderam sequer pisar os pés fora do aeroporto Charles de Gaulle, nos arredores da capital francesa.

ÁUDIO

Maria Emilia Alencar, jornalista da RFI

13/01/2009

 

Repórter on line

França/Regionais

Jean-Paul Houchon, candidato do Partido Socialista, Cécile Duflot, do grupo Europa Ecologia, e Pierre Laurent, da Frente de Esquerda, durante comício em Paris.Foto: Reuters

Direita se mobiliza para o segundo turno das eleições regionais

A dois dias do encerrramento da campanha eleitoral para o segundo turno das eleições regionais na França, a direita do presidente Nicolas Sarkozy tenta conquistar os eleitores indecisos.

19/03/2010 12:39 TU

Espécies ameaçadas

A proibição das exportações do atum vermelho não foi aprovada em Doha.Foto: Reuters

Japão livra o atum vermelho da lista de espécies ameaçadas

O Japão comemorou a rejeição da proposta de interdição do comércio internacional do atum vermelho, na 15ª Conferência das Partes da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Selvagens Ameaçadas de Extinção (Cites).

19/03/2010 11:43 TU

Oriente Médio

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, e o ministro das Relações Exteriores, Sergueï  Lavrov.Foto: Reuters

Quarteto pressiona Israel a congelar a colonização nos territórios palestinos

Reunidos em Moscou, representantes de Estados Unidos, Rússia, União Europeia e Nações Unidas incitam Israel a "congelar" a colonização judaica nos territórios ocupados e a demolir todos os postos de controle construídos nos últimos nove anos.

19/03/2010 11:26 TU

Suíça/Basel World

A Basel World é o maior evento mundial de relojoaria e joalheria de luxo.Foto: Reuters

Abre na Suíça o maior salão de relógios e joias de luxo do mundo

Depois da crise de 2009, que registrou uma queda de 22,5% na venda de relógios de luxo, o setor começa a ver uma luz no fim do túnel.

18/03/2010 16:34 TU

Brasil/Oriente Médio

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Celso Amorim.Foto: Reuters

Depois da Jordânia, Amorim anuncia viagem surpresa à Síria

19/03/2010 12:02 TU

Grécia/Crise

O Primeiro-ministro grego George PapandreouFoto: Reuters

Ministros das Finanças da UE decidem pacote de ajuda à Grécia

18/03/2010 10:56 TU

Lula/Oriente Médio

O presidente Lula com o presidente palestino Mahmoud Abbas Foto: Reuters

Lula diz que Brasil pode ser "voz que faltava" no conflito

19/03/2010 11:33 TU

França/Regionais

Após primeiro turno das regionais, partidos de esquerda e Verdes se unem na França para derrotar direita de Sarkozy.  Foto : Reuters

Partidos de esquerda e verdes se unem para derrotar direita do presidente Nicolas Sarkozy

16/03/2010 13:51 TU

Brasil/Israel

"Antes de meter a colher, Brasil precisa conhecer a fundo o conflito israelo-palestino", afirma analista

16/03/2010 11:06 TU

Brasil/ Israel

Os presidentes Lula, do Brasil e Shimon Peres, de Israel. Foto: Reuters

Lula defende estado palestino e diz ter o "vírus da paz"

16/03/2010 10:55 TU